sábado, 17 de março de 2012

Receitas de Patês para alimentar seus peixes

É indiscutível que boa alimentação dos peixes é algo fundamental para um bom crescimento e força e vitalidade.

Por isso devemos variar á alimentação dos nossos peixes, não dando apenas alimentos secos como a ração, devemos dar alimentos vivos, como enquitreias, Bicho do amendoim, larvas, BloodWorms, Artêmias e Por que não um patê caseiro?

Estou trazendo para vocês á receita de patê caseiro do JRbettas nesse vídeo.


Vídeo dos peixes comendo



Algumas Receitas:

• 125-grs. de coração de vitela ou boi.
• 100-grs. de figado de boi.
• 125-grs. de abrótea ou qualquer pescado branco.
• 65--grs. de salmão ou 1 ml de óleo de fígado de bacalhau.
• 125-grs. de espinafre cozida.
• 1/2-Colher de sopa de farinha aveia.
• 1/2-cenouras cozida.
• 4---Gemas de ovos de codorna.
• 1/4-banana.
• 1/4-maça descascada.
• 1----morango.
• 1/2--dentes de alho.
• 1/6--beterraba cozida.
• 17---grs. gelatina incolor(ajuda a ligar a mistura para que não se desfaça no aquário)
• 1/4 de colher de chá de Spirulina e 1/4 de Cantaxantina (opcional).


Modo de preparar:
retire toda a gordura do coração e toda a mebrana do figado essa é parte mais importante.
Refolgue em um pouco de agua a cenoura e espinafre ate amolecerem. É importante cortar bem os
os ingredientes coração de vitela ou boi, figado de boi, pescado branco, salmão e os legumes e verduras
ate obter uma massa homogénea, depois pouvilhar a gelatina, a farinha de aveia e a Spirulina com Cantaxantina.
Amasse bem ate misturar todos os ingredientes.
Coloque em uma forma e espalhe para que fique com 5 mm de espessura.
coloque no freezer. Antes de atingir o congelamento toltal, corte em cubos de 5 x 5 mm.
Deixe congelar. Retire os cubos da forma e guarde em outro recipiente.
A receita é só para peixes grandes por exemplo eu alimento os meus Discos e Bandeiras Adultos.

obs: não deverá ser dada todos os dias recomendo acada dois dias e não deverá sobra restos.

______________________________________


QUEM INVENTOU O PATÊ PARA PEIXES ORNAMENTAIS?
(Texto por Wilson Vianna)


Quem inventou o patê, para peixes ornamentais, foi um cidadão norte-americano chamado Myron Gordon. Ele era médico patologista e ictiólogo, em sua terra natal. Dr. Gordon era também responsável pelo setor relativo à nutrição dos peixes do Aquário Público do Museu de Nova York e foi um aquariofilista muito respeitado, principalmente pela performance dos peixes que criava e que freqüentemente expunha em exposições e mostra da época.
Na década de 60, do século passado, por falta de grandes variedades de ração para peixes ornamentais, Myron Gordon começou a realizar os seus experimentos e conseguiu formular um patê que atendia Às necessidades nutricionais dos seus peixes.

Dr. Gordon ficou muito famoso entre os simpatizantes por peixes ornamentais da época e nunca escondeu a formulação do seu patê, inclusive, divulgando-a em diversas revistas do segmento de peixes ornamentais, sendo a mais importante a TFH - Tropical Fish Hobbyst que tinha circulação mundial. Alguns aquariofilistas brasileiros, membros da ACAPI – Associação Carioca de Aquariofilia Piscicultura e Ictiologia, que tinham acesso à revista TFH, passaram também a fabricar o patê e utilizar na alimentação dos seus peixes.

A seguir descrevo a formulação original do patê do Dr. Myron Gordon:

450 gramas de fígado de boi,
30 folhas de espinafre,
2 ovos inteiros sem casca,
2 colheres de sopa de aveia em flocos,
1 colher das de café de açúcar,
1 colher das de café de sal e
1 copo d’água.

A partir da formulação do Dr. Gordon os aquariofilistas começaram a produzir fórmulas alternativas, adicionando ou retirando produtos, “ao seu livre arbítrio” e assim, cada aquariofilista tem a sua receita de patê, e garante que é a melhor e geralmente se gaba dos resultados obtidos. Alguns guardam a sua formulação como segredo.
Determinados aquariofilistas, mais criativos, dão asas à imaginação e idealizam fórmulas mirabolantes com a utilização de substâncias diversas, como por exemplo: vitaminas para ser humano, medicamentos “bombásticos”, ração para cavalos, ração para gato, ração para cão, sopinha de bebê industrializada, casca de siri torrado, minhoca da Califórnia, girinos de rã, hormônios, anabolizantes e muitos outros.

Cabe ressaltar, entretanto, que o trato digestório da maioria dos peixes ornamentais, não possui a complexidade do trato digestório humano e muitos daqueles produtos utilizados na composição do patê não são metabolizados, sendo, assim, excretados quase que “in natura” o que acarreta o aumento dos famosos compostos nitrogenados “ nitrito, nitrato e amônia”, inibidor do crescimento e prejudiciais a saúde dos peixes ornamentais Convém alertar, também, que o uso inadequado de determinados elementos (vitaminas, proteínas, lipídios) poderá acarretar problemas para os animais que se deseja produzir. Por exemplo: o excesso de substâncias ricas em lipídios – em espécies de peixes que tenham um metabolismo mais lento - poderá inibir o sistema reprodutor do animal. Devemos lembrar que na natureza, as gorduras não fazem parte do cardápio da maioria dos peixes ornamentais.

A seguir descrevo algumas formulações de patês que poderão ser utilizadas para a alimentação dos peixes ornamentais, elaboradas por aquariofilistas e criadores bem sucedidos:

Patê do criador de acará disco Dick AU
4 partes de coração de boi ou peru,
1 parte de camarão cru,
1 parte de espinafre congelado e
algumas gotas de vitamina liquida infantil.
Remova o máximo gorduras do coração e ligamentos,
Coloque o coração no processador até formar uma pasta grossa,
Adicione a carne de camarão, o espinafre congelado e as vitaminas; não adicione água.
Deixe moer até formar uma pasta arenosa. Quando esfregar um pouco no dedo e não sentir pedaços a mistura está pronta.

Patê de Paul Hahnel “O pai dos Guppies” (Estados Unidos)

1 porção de fígado de vaca
1 porção de cereal,
Remover todas as fibras do fígado e passar no misturados,
Adicionar uma quantidade igual de água,
Coloque o fígado processado num recipiente e acrescenta tanto cereal quanto o fígado puder absorver, Divida a mistura em pequenos recipientes e ferva durante meia hora,
Após esfriar coloque no congelador ou freezer

Patê do criador de acará disco Schmidt-Focke (Alemanha)

Coração de boi ou de peru,
carne de caranguejo,
espinafre e
ração seca para peixes ornamentais.
Patê do criador de acará disco David Dollman (Estados Unidos)
1 coração de boi,
1 Ovo cru,
1 colher de sopa de páprica (especiaria colorífera e levemente adocicada feita a partir do pó de diferentes espécies de pimentão vermelho)
4 colheres de sopa de spirulina e
1 pacote de gelatina sem sabor.
Remova todas as veias e gorduras, passa-se por um processador,
Após processado o resultado é espalhado em um plástico e congelado,
Após o congelamento os pedaços podem ser cortados.

Patê do criador de acará disco Dale Jordan (Canadá)

coração de boi, camarão, espinafre, couve flor, germe de trigo e pêra.

Patê do criador de acará disco Jack Wattley (Estados Unidos)

coração bovino, camarão, fígado bovino, espinafre, vitaminas e banana.

Patê do Dr. Daniel Carnevia, (conceituado aquariofilista espanhol, autor do livro “ Alimentos e Alimentacion”)

200 gr. de carne de pescado,
10 gr. de ovas de peixe
10 folhas de espinafre
2 claras de ovos e
1 colher (de café) de sal.
O autor utiliza em sua piscicultura a seguinte formulação de patê
500 gramas de coração de boi,
2 cenouras pequenas,
2 bananas prata (madura) com casca,
2 claras de ovos(sem casca)
1 molho de espinafre( só as folhas)
2 colheres de sopa de aveia em flocos finos,
1 colher de sopa de mel de abelha e
2 dentes de alho

Agora você tem uma gama de patês para estudar e escolher o que você achar mais adequado.
A seguir descrevo algumas recomendações que deverão ser observadas para a produção de um patê de boa qualidade:

a) Os ingredientes deverão ser frescos e de excelente qualidade,
b) tanto o coração, quanto o fígado de boi ou de outro animal deverá ser bem limpo: as gorduras, peles, veias e fibras cartilaginosas deverão ser retiradas ao máximo.
c) para evitar que o patê se desmanche deverá ser adicionado, para cada quilo, uma colher de sopa de Agar-Agar ou gelatina natural sem sabor.
d) Caso opte por cozinhar o patê faça-o em banho Maria e por um período curto; apenas um pré-cozimento (aproximadamente 15 minutos).
e) depois de pronto o patê deverá ser acondicionado em recipientes individuais e congelado.

Os recipientes deverão conter a quantidade correspondente à porção diária, pois, depois de utilizada e descongelada não é conveniente que volte para o congelador, pois, perderão grande parte das suas propriedades nutricionais.
artigo publicado originalmente na revista mania de bicho de dezembro de 2006


*Wilson Vianna - Relações Públicas e Consultor de Acarás disco e Acarás bandeira da revista Mania de Bicho. Membro da equipe de pesquisa AQUISUAM ( da UNISUAM). Titular da piscicultura Vianna.

___________________________________

Patê pra discos

700grms de coração de boi, absolutamente limpo, sem gordura.
300grms de fígado de boi.
300grms de camarão sem casca.(pode ser daquele bem baratinho)
100grms de vôngole sem casca
030grms de alho
8 comprimídos de polivitamínico centrum
3 Folhas de gelatina incolor e sem sabor, dissolvida em um pouco de água morna.

Passo tudo do processador, até fazer uma pasta bem homogênea. Isso quer dizer passar no mínimo duas vezes.

Sob uma assadeira, estender um filme, destes de cobrir comida e espalho esta pasta, deixando-a com aproximadamente 1 /1,5 centímetro de espessura. Para conseguir isso de uma só vez, passo uma régua por cima.
Cubrir a pasta com outro filme e levar para o congelador. Quando esta a meio ponto do congelamento, retirar, enrolar fazendo um tubo e recolocar no congelador para estocar. Ao alimentar meus peixes, quebro um pedaço da pasta e dou a eles, congelado mesmo. Em contato com a água do aqua, ela descongela rápidinho. Os peixes simplesmente avançam que não sobra nada.

Como fazer Patês para Guppy



Esses alimentos são infalíveis.

Chuchu ou cenoura cozidos e picados
Fígado cozido de boi e de galinha
Alface e couve picado (ou alguma outra verdura também pode)
Coração de boi e de galinha
Camarão seco
Patê de Miron Gordon
Ração a base de ovos (granulada)



Chuchu ou cenoura cozidos e picados. Coloque umas 3 cenouras e 1 chuchu para cozinhar. Depois espere esfriar e corte os 2 em rodelas. Após isso pique essas rodelas em pedaços bem pequenos para os peixes poderem comer bem sem se engasgar. Para não ficar fazendo isso toda semana, cozinhe umas 5 ou 6 cenouras e 2 chuchus(siga os mesmo procedimentos acima) e congele – os em tubinho (esses de ração mesmo). Sirva aos peixes no mínimo 3 vezes por semana.

Fígado de boi e de galinha. Cozinhe alguns fígados (de boi uns 2 e de galinha uns 5). Cozinhe bem cozido!

Pique e espere esfriar. Sirva aos peixes. Se você quiser congela- los para dar menos trabalho você pode. Cozinhe mais fígados do que eu citei, coloque em um pote e você vai tirando toda vez que você for dar aos peixes. Recomendado no mínimo 3 vezes por semana.

Alface, couve, almeirão, rúcula (ou algum outro tipo de verdura), pegue uma folha de cada. Lave bem e deixe de molho em água com ozônio (opcional) por uns 15 minutos. Lave bem lavado as folhas para tirar o ozônio (opcional).

Pique em pedaços bem pequenos e sirva. Obs: não congele este tipo de alimento e é recomendado para peixes herbívoros.

Alface, couve, almeirão, rúcula (ou algum outro tipo de verdura) 2. Pegue uma folha bem grande de qualquer verdura e coloque no fundo do aquário como se estivesse plantando uma bela planta. Os peixes (principalmente os herbívoros) comerão ela.

Coração de boi e de galinha. Siga os mesmo procedimentos como o fígado.
Camarão. Compre 1 kg de camarão( do pequeno) e lava bem. deixe o secar ao sol até ele ficar bem seco mesmo. Bata no liquidificador e sirva esse farelo em pequenas quantidades aos peixes.

Receita do Patê para Peixes

Patê de Miron Gordon: Esse é o famoso patê muito bom e nutritivo aos peixes, a receita que vou passar a seguir dará grande quantidade, portanto esterilize potes para poder armazenar, a receita é:

Ingredientes:

1/2 kg de fígado de boi;
1 pacote de camarão seco;
1 pote de sopa para bebês;
1 maço de espinafre;
3 ovos crus;
4 colheres de sopa de leite em pó;
4 colheres de sopa de germe de trigo;
6 colheres de sopa de farinha de aveia;
1 pacote de queijo ralado;
2 colheres de sopa de sal;
4 colheres de sopa de óleo de fígado de bacalhau.

Modo de preparo:
Picar o fígado em pequenas fatias e bater no liquidificador, com um pouco de água. Passar por uma rede bem fina para que o caldo formado fique livre das pequenas nervuras existentes no fígado. Colocar novamente o caldo no liquidificador, e adicionar aos poucos os ingredientes na ordem descrita acima.

Após tudo bem misturado, cozinhar lentamente, em banho Maria, mexendo sempre até formar uma pasta consistente, deixar esfriar e acondicionar nos potes de vidro.

Ração a base de ovos (granulada): Esta é uma ração que é facilmente feita, o custo é baixo, dá pouco trabalho e é muito nutritiva e apetitosa.

Você vai precisar de:

• 3 ou 4 ovos(depende da quantidade que você for fazer. 3 ovos já dá uma boa quantidade).
Uma panela( p/ ferve – los).
Peneira ( essas pequenas que nós temos na cozinha).
Uma forma
Um potinho(esses de ração) p/ coloca – los depois de pronto.

Modo de preparo:

Cozinhe os ovos por 15 minutos(a gema tem que estar bem firme). Tire os ovos, descasque e retire a clara. Pegue as gemas, coloque na peneira e pressione com o dedo para que a gema passe pelos furos da peneira ( depois a gema fica como grãos).

Coloque os ”grãos” da forma e leve ao forno, é necessário o ovo na forma. Antes de começar a fazer tudo isso, você deve ligar o forno no máximo e deixar ficar quente o máximo!. Desligue o forno ou coloque no mínimo!! e deixe – la.

Fique de olho para que não queime. Após algum tempo, esses grãos amarelos começarão a ficar meio marrom, isto por que está ficando pronto. Depois que estiver tudo da mesma cor (marrom claro), tire com uma colher e coloque nos potinhos. Aí, está pronto, sirva à seus peixes ao menos 1 vez a cada 2 dias.



Demonstração da alimentação com patês





Todas as receitas foram tiradas da internet e os vídeos do Youtube.













1 comentários:

Bruno Lapolli disse...

Mais amor para todos e direitos iguais também.

Muito bom o seu blog adorei parabéns.

Receitas

Até mais!

Postar um comentário